Artigos

Festa e fogos de artifício: seu pet está preparado?

A contagem regressiva para os jogos da Copa e para as festas típicas de junho já começou. Pipoca, paçoca, canjica,...


A contagem regressiva para os jogos da Copa e para as festas típicas de junho já começou. Pipoca, paçoca, canjica, quentão, muita música, familiares e amigos se reúnem para assistir aos jogos, dançar quadrilha e comemorar. E nessa comemoração, muitos fogos de artifício ganham os céus em luzes, cores e muito barulho. Mas e seu pet? Será que ele está preparado para este barulho?

Com uma audição mais apurada do que a nossa, o barulho da festa e dos fogos pode ser assustador para cães e gatos. Os ruídos altos que acompanham  os fogos e a falta de compreensão sobre o que está acontecendo podem causar muita ansiedade e medo. Quando um animal fica com medo, ele pode apresentar um comportamento indesejado ou perigoso, como tentar fugir de casa, mostrar sinais de agressão, morder, latir, uivar, tremer, mastigar ou destruir móveis e outros objetos, além de perder o controle de suas necessidades fisiológicas urinando e defecando em locais inapropriados. Todo esse estresse pode levar a aumento da pressão, frequência respiratória e cardíaca agravando doenças preexistentes (cardíacas, neurológicas e endócrinas).

Para tentar reduzir o estresse pelo medo de fogos de artifício do seu pet, não o leve em celebrações ao ar livre. Os ruídos altos e céu colorido podem ser divertidos para você, mas não são agradáveis para o seu pet.

 

VEJA ALGUMAS DICAS PRÁTICAS QUE PODEM

AJUDAR SEU PET A DRIBLAR OS FOGOS.

 

ATENÇÃO ÀS CARACTERÍSTICAS DOS BICHOS

1) TENTE PREVER A REAÇÃO E, SE NÃO CONHECE O BICHO NESSA SITUAÇÃO AINDA, É MUITO IMPORTANTE ACOMPANHÁ-LO.

É preciso prever a reação de cada um. Para quem tem gato dentro de casa o ideal é fazer uma cabaninha ou abrigo no qual ele possa se esconder. A mesma dica serve para cães. Os gatos têm costume de viver soltos pela casa, mas a melhor opção é prendê-los. E quem tem mais de um animal dentro de casa o ideal é separá-los para evitar brigas.

2) DAR COLO OU NÃO?

Se vai ficar em casa, em alguns casos, oferecer o colo pode ajudar a reduzir o estresse do momento, mas pode acabar reforçando para o seu animal que o momento dos fogos é um tempo em que ele precisa de proteção. Além disso, o animal pode ficar muito estressado e acabar machucando você. É muito importante avaliar com cuidado.

3) PROCURE O VETERINÁRIO.

Se o animal tiver qualquer problema de saúde é fundamental que o veterinário oriente as medidas a serem tomada de acordo com o problema. Um animal com doença cardíaca pode necessitar de um calmante, por exemplo. Um animal com epilepsia talvez precise de regular a dose de seus remédios para “aguentar” o nível do estresse. Mas SOMENTE o veterinário poderá orientar o que é melhor para o seu animal.

4) SAIBA SE ELE TEM MEDO OU PÂNICO.

Isso é muito importante. Com medo, o animal sente insegurança mas tem percepção do ambiente. Em pânico isso não acontece e ele pode acabar se machucando. Por isso, se seu animal apresentar reações exageradas aos fogos é essencial que você siga o roteiro a seguir. Se ele apresenta medo, esse roteiro também vai ajudar o seu pet a passar por tudo isso com mais tranquilidade.

 

AVALIE O AMBIENTE DO ANIMAL.

É preciso saber o que há em volta para que o bicho não se machuque durante a queima dos fogos de artifício.

1) LUGAR CALMO.

Deixe-os em casa em um local calmo e seguro, livre de escadas, grades ou objetos onde ele possa tentar se esconder e acabe se machucando.  Em casas que têm grades nas janelas e nos portões a atenção deve ser maior porque o animal pode tentar escapar e ficar preso entre as grades. Em alguns casos, principalmente gatos, quando muito sensíveis e ariscos, vale a pena colocá-los dentro da caixa de transporte até que o barulho diminua e o animal esteja calmo.

2) NÃO PRENDA.

Jamais os deixe na coleira. Cães e gatos devem ficar em ambientes livres  sem coleiras, pois eles podem ficar nervosos, assustados e se enforcar.

3) ABAFE OS SONS.

Deixe-os em locais onde o som seja abafado e coberto. Se ficar dentro de casa, deixe o radio, uma TV, ou alguma música que ele esteja acostumado para abafar o barulho externo.

4) DEIXE AS LUZES LIGADAS.

Feche as cortinas e deixe as luzes acesas para diminuir o brilho dos fogos.

5) EXERCITE O ANIMAL.

Exercitá-los no dia, horas antes das festividades começar, auxilia a tranquilizá-los devido ao cansaço e a liberação natural de endorfinas, que reduz a ansiedade.

 

VAMOS CURTIR A FESTA, MAS SEM ESQUECER DA SEGURANÇA DAQUELES QUE AMAMOS!